A carreira da banda catalã Narsilion tem início em 1999, quando o músico Sathorys Elenorth, com apenas 18 anos, inicia um projeto solitário no qual combina elementos da música medieval com referências clássicas, tendo como temática a tristeza, a solidão e a natureza.

No ano seguinte Sathorys grava seu primeiro trabalho sob o título de Lacrima Profundere. Distribuído em K-7, o trabalho traz dez faixas que fundamentam a proposta musical. Em seguida mais dois trabalhos são produzidos também no formato K-7: Ancient Medieval Times (com cinco músicas) e Autumnal Caress (trazendo dez faixas) que exalam melancolia e requinte.

A partir deste momento, Sathorys passa a contar com a presença de Lady Nott, violinista e vocalista que já havia participado de outros trabalhos com Gotlethe e Nocturn. A dupla adota o nome Aranmanoth.

Em abril de 2002 a dupla se junta à cantora Lady Morte e criam o Ordo Funebris. No mês seguinte a primeira demo já é produzida. Cantar a La Morte foi gravada no estúdio Maxim Sound em Barcelona e reúne o talento e a sensibilidade dos jovens músicos. Torre Salvana é um dos destaques de trabalho.

No mesmo ano, o nome da banda, bem como as músicas são registradas legalmente. Em agosto, a gravadora Drama Company de Bilbau oferece ao trio a oportunidade de gravar um álbum completo. As músicas da demo anterior são regravadas e agregadas à algumas inéditas. O álbum é batizado como Cantar a la Morte: Fabula Triste.

Este disco traz sete faixas repletas de lirismo. A música Lycanthia é um dos destaques trazendo uma instrumentação medieval, percussão ritmada e sintetizadores atmosféricos que produzem um clima leve e ao mesmo tempo melancólico, levando o ouvinte a um bosque encantado de alguma era distante. Em novembro é realizada a primeira apresentação pública em uma casa noturna. As faixas A Witches Song, Torre Salvana e Maellus Malleficarum passam a integrar coletâneas do gênero. A repercussão estava sendo muito positiva e embalou Sathorys, Lady Nott e Lady Morte a continuarem seu belíssimo trabalho.

No início de 2003, Cantar a La Morte: Fabula Triste é distribuído por toda a Espanha; além de Alemanha, Itália, França e Canadá. Neste mesmo momento, é realizada uma apresentação na Sala Mephisto de Barcelona. Entre abril e maio, a banda concede entrevistas à revistas especializadas e o álbum recebe uma ótima recepção da crítica, sendo escolhido como o "álbum do mês" pela revista Barbarian Magazine. Ao mesmo tempo, iniciam-se os preparativos para um novo álbum.

Songs from the Enchanted Garden foi lançado pela Drama Company em 2003. Suas nove faixas sustentam a proposta única e ao mesmo tempo diversificada do Ordo Funebris. Songs from the Enchanted Garden conduz mais uma vez o ouvinte à terras distantes repletas de misticismo e poesia. Portrait Of Innocence traz uma vocalização suave quase recitada sobre o arranjo de pianos, teclados e violinos. La Madre Tierra é percussiva e ritmada lembrando trilhas sonoras de filmes medievais. Ainda, Santa Compana traz uma melodia de flautas leves que se entrelaçam com a voz hipnótica de Lady Morte.

Songs from the Enchanted Garden ratifica o potencial dos jovens músicos e confirma uma proposta musical original e construída com talento e poesia. Paralelamente, Sathorys e Lady Nott dão continuidade ao trabalho em dupla. Ainda em 2003, o trio se separa e a promissora trajetória do Ordo Funebris infelizmente é interrompida.

De volta à dupla Sathorys e Lady Nott, um novo trabalho foi produzido entre dezembro de 2003 e janeiro de 2004. Return to the Silver Forest foi gravado novamente no Maxim Sound Studios e lançado pelo próprio selo Earendil Records em março de 2004. Neste momento, a dupla já havia escolhido o nome Narsilion que significa (em "linguagem de elfos") canção da lua e do sol.

Return to the Silver Forest traz cinco faixas que resgatam e dão continuidade aos trabalhos anteriores da dupla. A música Mirror of Nature é uma combinação de sonoridades sutis com vocalizações e timbres atmosféricos que criam um ambiente mágico e surreal ao longo de mais de sete minutos.

Este trabalho proporcionou ao Narsilion uma ótima recepção do público e da crítica especializada e ainda permitiu uma aproximação com a gravadora Caustic Records. Ainda em 2004, um novo trabalho estava sendo composto quando o flautista Dark Wind junta-se à dupla como músico convidado durante as gravações do disco. Em outubro é lançado Nerbeleth e Dark Wind passa a integrar a formação oficial.

Nerbeleth (que na linguagem élfica significa ao cair da noite/anoitecer) foi gravado novamente no Maxim Sound e lançado pela Caustic Records, contando com a participação da vocalista Ethia na faixa El Llanto de las Sirenas. O álbum traz onze faixas, sendo as cinco do EP anterior e mais seis inéditas. Um dos destaques é a música Existencia Encantada que soa quase como uma canção de ninar doce e melancólica, com arranjos de violino, violão e a voz suave e poderosa de Lady Nott.

Nerbeleth conseguiu uma excelente repercussão nacional e internacional, colocando o Narsilion em evidência e proporcionando a oportunidade de tocar ao lado de bandas como Ataraxia e Morpheus.

Entre agosto e dezembro de 2005 o trio já gravava nos estúdios Ax e Maxim Sound o segundo álbum de sua carreira. Nesse momento já havia uma grande expectativa em relação a este disco. Porém, o lançamento oficial aconteceu apenas em abril de 2006.

Arcadia foi distribuído em digipack pela Caustic Records e traz um mundo encantado em suas dez faixas. As músicas Arcadia e Lagrimas de Cristal representam bem o clima de unicórnios, fadas e gnomos que o Narsilion transmite. Novamente a banda conta o apoio de músicos convidados nos vocais e locução.

Arcadia encontra uma recepção acima da expectativa e recebe críticas positivas em vários países da Europa e até mesmo nos Estados Unidos. Além disso, a banda pôde dividir o palco com o renomado Dark Sanctuary.

O ano de 2007 traz novos desafios e a promessa de crescimento musical. Inicialmente, já desfrutando de muita popularidade, o Narsilion assina com a poderosa gravadora alemã Ars Musica Diffundere/Black Rain e passa a integrar uma coletânea do gênero. Em maio, a banda vai à Alemanha participar do famoso festival Wave Gotik Treffen.

Nos meses seguintes já se iniciam as composições e a gravação do próximo trabalho. Porém, em novembro deste mesmo ano, Dark Wind deixa a banda alegando motivos pessoais. Sathorys e Lady Nott dão continuidade às composições até que em dezembro é lançado pelo selo alemão mais uma obra de sua discografia.

Namárië chega com suas nove faixas escritas por Sathorys e mantém o clima dos trabalhos anteriores. Destaca-se a terceira música, Las Puertas Del Mar, sutil e delicada com os vocais de Lady Nott se adaptando à tons mais agudos e doces. Desperta Ferro! traz uma instrumentação mais poderosa e ritmada; enquanto Enmig Del Silenci leva o ouvinte a uma viagem interior por mundos surreais e encantados.

Com uma proposta musical única e uma identidade ratificada, o Narsilion criou um espaço no competitivo mundo fonográfico e conquistou o direito de permanecer através de letras poéticas, arranjos sublimes, talento e magia.

 

Por Spectrum