Formada em 1993, a banda sueca Arcana trazia uma proposta musical diferenciada e até então pouco conhecida: a combinação de instrumentos comuns na música clássica, vocais líricos e alguns elementos eletrônicos. O resultado é uma sonoridade que resgata e reproduz uma atmosfera romanticamente medieval.

Inicialmente, o Arcana não passava de um projeto despretensioso do músico Peter Bjärgö. Após as primeiras composições, Peter percebeu que necessitava de um acompanhamento vocal que completasse a proposta musical. Desse modo, Ida Bengtsson foi convidada. Em seguida, uma fita cassete foi gravada e entregue a Roger Karmanik da Cold Meat Industry. Roger, imediatamente, aprovou o trabalho da dupla e os convidou a participarem de uma coletânea pelo próprio selo. Após a ótima recepção que esta coletânea obteve junto à crítica musical especializada, a Cold Meat Industry ofereceu ao Arcana a oportunidade de gravar álbuns oficiais.

O primeiro trabalho foi lançado em 1996. Dark Age of Reason trouxe dez faixas que se estendem por pouco mais de trinta e sete minutos. Todo o trabalho segue uma linha musical que explora sonoridades medievais através de sintetizadores e linhas de vocal que se confundem com cordas e sopros. Uma curiosidade é que as músicas praticamente não tem letra; com exceção de frases soltas eventualmente entre um compasso e outro. Ainda, em 1996, o Arcana fez sua primeira apresentação pública.

No ano seguinte, o single Lizabeth foi lançado com apenas três faixas: Cantar de Procella, The dreams made of sand e Emperor of the Sun. Este single antecipava o lançamento, ainda em 1997, do segundo álbum oficial.

Cantar de Procella traz doze faixas que mantém a proposta "Gótica Medieval" do primeiro trabalho. Entretanto, neste novo disco, a instrumentação obscura e atmosférica ganha letras que ajudam a compreender melhor o disco como um todo. O Arcana ainda busca referências da música sacra (como na faixa The Song of Preparation); mas o destaque fica para a faixa que dá título ao álbum. Cantar de Procella estende-se por mais de seis minutos e revela-se uma rica composição musical e um perfeito entrelaçamento de sonoridades que levam o ouvinte à euforia e à angústia em poucos compassos. Enquanto isso, a banda já fazia sua primeira apresentação internacional, na cidade de Waregem, Bélgica.

No ano de 1998, a banda foi convidada a participar do tradicional festival Wave Gotik Treffen, realizado anualmente na cidade de Leipzig (Alemanha), no qual apresentam-se bandas como Lacrimosa, Penumbra e Tristania.

Em 1999, o Arcana, ainda com a formação original, produz, grava e lança mais um single pela Cold Meat Industry. Isabel traz mais três faixas e entre elas a "épica" Love Eternal. Ainda, participa de um festival promovido pela própria CMI, em Atenas (Grécia). No ano seguinte, é lançado o terceiro álbum oficial de sua discografia.

...The Last Embrace, ao longo de suas dez faixas, dá continuidade à proposta da banda; entretanto, fica nítido que, musicalmente, o trabalho é mais requintado; com uma maior atenção aos detalhes dos arranjos instrumentais e vocais. Este álbum também foi o último com a participação de Ida Bengtsson que abandonou o projeto após sua conclusão.

No ano de 2001, Peter, de forma solitária, teve de reestruturar a formação da banda. Para tanto, convidou Stefan Eriksson (instrumentista) e Ann-Mari Thim (vocal) a participarem do Arcana. Desse modo, a banda, contando neste momento com três músicos, retomou as composições e iniciou os preparativos para o novo trabalho.

O primeiro trabalho lançado com a nova formação foi o single Body of Sin, de 2002. Apenas duas músicas compunham este CD que serviu como uma preparação para o quarto álbum oficial da carreira. Inner Pale Sun, lançado no mesmo ano pela CMI, trouxe oito faixas que, de um modo geral, exploram os timbres atmosféricos e produzem uma sonoridade mais melancólica e sentimental, como na sétima faixa Season of Thought. Neste mesmo ano, o Arcana faz apresentações ao vivo na Itália e na Alemanha.

Em meados de 2003 o contrato com a CMI não foi renovado e Peter Bjärgö criou o selo "Erebus Odora". Desse modo, o Arcana passou a lançar seus trabalhos por este selo. Paralelamente, a esposa de Peter, Ia Bjärgö, passa a integrar a formação oficial e, além de vocais adicionais, também é responsável pelo design do website e capas dos CD’s. Neste momento, apesar de ter perdido o vínculo com a gravadora, a banda não interrompe suas atividades e faz apresentações na Alemanha e França.

Em 2004, foi lançado o álbum The New Light, primeiro trabalho lançado pelo selo de Peter e que também celebrava dez anos de fundação da banda. The New Light contou com uma participação mais intensa de todos os membros e obteve uma ótima receptividade entre os ouvintes. Paralelamente, apresenta-se ao vivo na Rússia e Finlândia.

Aproveitando a boa fase criativa, o Arcana lançou no mesmo ano o álbum Le Serpent Rouge, que tornaria a banda conhecida em todo o circuito alternativo do Dark Ambient. Le Serpent Rouge é o trabalho mais diversificado da carreira. Neste álbum encontra-se uma forte influência da música oriental (como em Under the Sun), a rítmica e a percussão são mais evidentes e as linhas da melodia foram inspiradas na música persa.

Em 2005, a banda participou de festivais na Itália, Dinamarca e Holanda. No ano seguinte, fez apresentações na Suíça e o percussionista Mattias Borgh passou a integrar a formação. Em 2007, também foram realizados shows na Lituânia, Holanda, Bélgica e Suécia. Paralelamente, o novo trabalho já estava sendo composto.

Atualmente, o Arcana já divulgou a capa do novo CD, que se chamará Raspail, e a relação de suas músicas. Este álbum será lançado pela gravadora alemã Kalinkaland até o final de fevereiro.

Ao longo de sua carreira, o Arcana também participou de diversas coletâneas, incluindo o CD Dead Can Dance tribute - Summoning of the Muse, ao lado de bandas como Dark Sanctuary e Black Tape for a Blue Girl.

Não é possível afirmar que o Arcana seja precursor de um estilo musical que combine elementos medievais, eletrônicos e étnicos. Até mesmo porque não é possível enquadrá-lo apenas sob um estilo como Neo-Classical, Dark Ambient/Atmospheric, Gótico ou Darkwave. Entretanto, certamente, é uma das bandas mais prósperas neste segmento que, mais importante do que as próprias músicas, são os sentimentos e atmosferas que podem ser criadas e transmitidas.

 

Por Spectrum

 


 

 

Downloads Disponíveis: